• JEFFERSON silva

Será que estou com depressão?

Atualizado: Jun 21


A depressão é um transtorno mental que afeta muita gente.
Será que tenho depressão?

A depressão é considerada uma doença psiquiátrica e distúrbio afetivo, onde a pessoa sente tristeza profunda, baixa autoestima e sentimento de culpa.

É marcada pela falta de vontade de realizar atividades que antes eram prazerosas, baixa energia, baixa autoestima e sensação de cansaço. Os sintomas tendem a iniciar de forma leve e piorar ao longo do tempo, comprometendo as atividades diárias do paciente.

Dentre as causas da depressão, podemos destacar os eventos estressantes., solidão, consumo de álcool e drogas, doenças crônicas, pós-parto e etc.

Eu tenho tristeza ou depressão?


Em primeiro lugar é preciso diferenciar os momentos de tristeza com a depressão. É normal nos sentirmos tristes quando alguma coisa ruim acontece. Como por exemplo: perder o emprego, terminar um relacionamento, perder um ente querido, passar por uma experiência traumática.

O que difere a depressão da tristeza é a proporção e a intensidade dessa tristeza. Ou seja, quando passamos por uma experiência ruim, normalmente ficamos "deprimidos" e isso é normal. Porém quando a intensidade dessa tristeza é desproporcional ou persiste por muito tempo é necessário procurar ajuda.


Sintomas da Depressão:

- Sensação de vazio ou tristeza

- Falta de vontade para realizar atividades

- Falta de energia e cansaço

- Irritabilidade

- Dores e alterações no corpo (taquicardia, sudorese)

- Insônia

- Falta de apetite

- Aumento ou perda de peso.

- Problemas de concentração

- Pensamento de morte e suicídio

- Abuso de álcool e drogas

- Lentidão

- Falta de motivação

- Choro fácil


A depressão no período da quarentena.


Quase 5% da população mundial apresenta depressão e o Brasil tem a maior taxa de depressão do continente latino-americano. Em relação a Grande SP, 11% da população tem depressão.

Desde o início da pandemia do coronavírus, os números de pacientes com depressão só aumentaram, infelizmente. A falta de contato social, o medo, a incerteza, o desemprego, o luto, desencadearam sintomas depressivos nas pessoas.

Existem alguns estudos que apontam um aumento expressivo nos sintomas de ansiedade e depressão durante a pandemia, bem como o aumento de consumo de bebidas alcoólicas e uma diminuição significativa na qualidade do sono.

Essas alterações são mais sentidas em trabalhadores da saúde e professores, por isso é necessário atenção especial a saúde física e mental da população nesse período tão delicado.

O diagnóstico da depressão é clínico, feito pelo psiquiatra após realização de uma avaliação completa. Apesar dos estudos recentes, ainda não existe nenhum exame laboratorial para o diagnóstico da depressão.


O que causa a depressão?


Infelizmente, como acontece com quase todos os transtornos mentais, as causas da depressão ainda não são muito claras. A principal causa da depressão ainda não foi completamente esclarecida, mas se sabe que está ligada com a desordem de hormônios, acontecimentos na infância, traumas e fatores genético hereditário. A prevalência é maior em mulheres, apesar de muitos casos em homens também. O que se sabe, é que estudos de imagem apontam alterações nos neurotransmissores de pessoas com depressão, como também apontam o fator genético e a predisposição hereditária para alguns tipos de depressão. Apesar disso, ainda não se sabe muito bem como acontece essa transferência. Estudos apontam que filhos de depressivos tem uma chance maior de ter depressão.


Quais são os tipos de depressão?


A depressão não é uniforme, isso quer dizer que existem variações e apesar de alguns sintomas serem comuns outros são bem específicos a depender do tipo, causa e duração.


O que é depressão sazonal?


A depressão sazonal é aquela que acontece de maneira passageira e muito comum em países predominantemente mais frios e com pouco período de sol.

O que é distimia?


A depressão mais branda é chamada de transtorno depressivo persistente, normalmente o paciente carrega os sintomas por longos períodos, passando de dois anos nesse estado convivendo com os sintomas quase que diariamente.

O que é depressão maior?

O transtorno depressivo maior, também chamado de transtorno unipolar é um transtorno de saúde mental que tem sintomas que variam em cada caso, mas que normalmente o paciente sente uma sensação de vazio, tristeza intensa sem motivo aparente, fica sem vontade de se relacionar e perde interesse por coisas que antes gostava. Costuma ser bem resistente e é considerado um dos transtornos psicológicos mais incapacitantes, trazendo grande sofrimento para os portadores.


O que é depressão pós-parto?

A depressão pós-parto é uma doença que acomete mulheres logo após o nascimento do bebê ou em alguns casos, se manifesta ainda na gravidez. A causa desse tipo de depressão é predominantemente hormonal. Ou seja, com o parto, aquelas altas doses de hormônios cai repentinamente e esse desequilíbrio pode desencadear o quadro de depressão.

ocasionar o quadro de depressão. Estudos indicam que também pode estar ligada ao estilo, qualidade de vida, fatores físicos, fatores emocionais e histórico de outros transtornos.

Esse quadro traz muito sofrimento e pode afetar o vínculo entre a mãe e o bebê, em alguns casos, a mãe acaba até sentindo rejeição ao bebê.

A depressão tem Cura?


Infelizmente não. Para qualquer transtorno mental, é comum a não utilização do termo “cura” A cura pressupõe que o problema acabou e que nunca mais acontecerá. Quando falamos da mente humana tudo fica muito subjetivo, por isso é impossível prometer cura para a depressão.


Como tratar a depressão?


Mas fique tranquilo, apesar de não usarmos a palavra “cura” muitas pessoas conseguem tratar e controlar a depressão. É importante buscar ajuda o quanto antes de um médico especialista e assim que possível iniciar a psicoterapia. Muitas pessoas passam com o psiquiatra, iniciam a medicação, mas não procuram a terapia. A medicação e a psicoterapia devem andar juntas. A medicação serve para estabilizar, mas é a psicoterapia que pode auxiliar na evolução do quadro.


A hipnoterapia trata depressão?


A hipnoterapia pode trazer ótimos resultados no tratamento da depressão. Mas é importante que se trabalhe em conjunto com um psiquiatra, para que este possa fazer a análise da evolução do quadro e alteração nas medicações até chegar (se possível) na suspensão dos medicamentos.

A hipnose clínica pode auxiliar de forma fantástica no tratamento da depressão.


Se você tem esses sintomas citados ou conhece alguém que está se sentindo dessa forma, não deixe de buscar ajuda.


Agende hoje mesmo uma sessão de hipnose clínica para tratamento da depressão!


Se você tiver alguma dúvida ou sugestão, deixe seu comentário que terei prazer em responder!


Entre em contato agora mesmo com a Mentale Hipnoterapia.



whatsapp 11 97448 5502


Clique aqui e agende hoje mesmo sua consulta de avaliação!




Conheça nossas redes sociais


https://www.facebook.com/mentalehipnoterapia/


https://www.youtube.com/channel/UCq1WF44ohl63DhlCB2FfC9w


https://www.instagram.com/mentalehipnoterapia/


https://twitter.com/MHipnoterapia


#mentalehipnoterapia #hipnoterapia #depressão #façaterapia

Posts recentes

Ver tudo